Mercado de trabalho: alunos da Maxim Cursos contam como uma pós-graduação pode influenciar em suas carreiras

man-person-apple-iphone

Foi época em que apenas uma graduação bastava para conseguir se destacar no mercado de trabalho. Os empregadores de hoje em dia dão preferência a quem possui uma pós-graduação voltada para a área da vaga oferecida. Sem dúvidas, o que faz a diferença é a especialização, já que com o excesso de ofertas das instituições de curso superior, ser graduado é considerado uma coisa básica pelos recrutadores.

Marlylton Rebouças é pós-graduado na segunda turma de Fortaleza em Proteção Radiológica. Para ele, que escolheu a Maxim pela qualidade dos cursos, a pós serviu como uma oportunidade de fazer a prova da Comissão Nacional de Energia Nuclear – CNEN. “Conheci a Maxim pela internet, fiz a matrícula e pude atestar a qualidade do curso. O mais importante para mim foi poder estar pronto para realizar a prova da CNEN, que era o meu desejo”, afirmou Marlylton, que ainda deixou um conselho aos alunos: “É um curso que vale a pena. Todo conhecimento é válido, ainda mais se for bom como a Maxim”.

Perto de apresentar o TCC para se formar, Stephannie Lourenço também cursa a pós de Proteção Radiológica, só que no Rio de Janeiro. “A Maxim era a única que atendia de forma precisa o que eu buscava e os horários flexíveis também me agradaram”, conta Stephannie. Dedicando-se totalmente ao término do curso, a carioca ainda não trabalha na área, mas confia que a pós será um trampolim no mercado de trabalho. “Tenho a intenção de agregar novos temas envolvendo a radiologia, principalmente na área industrial. Acredito que todo o conteúdo oferecido no curso me capacitará para enfrentar o mercado”, afirmou a aluna.

A Maxim Cursos oferece cursos especializados nas áreas médica, como Imaginologia e Radioterapia, e na área industrial, com a pós em Proteção Radiológica em Aplicações Médicas, Industriais e Nucleares e o Curso de Formação em Radiologia Industrial. Para conhecer mais os cursos, basta acessar http://maximcursos.com.br/new/todos-os-cursos/.

Polo industrial brasileiro, São Paulo tem carência de profissionais para o setor de radiologia

Presidente do Sindicato de Tecnólogos, Técnicos e Auxiliares em Radiologia diz que a falta de qualificação é principal impedimento para a atuação na área

Centro_SP2

São Paulo é o polo econômico do Brasil e concentra as principais industrias e empresas do país. Milhões de brasileiros migram para o estado, na esperança de conseguir uma colocação no mercado de trabalho. Cidade mais populosa do Brasil e a cidade brasileira mais influente no cenário global, São Paulo é considerada a 14ª cidade mais globalizada do planeta.

Para a área de radiologia industrial, a realidade não é diferente. São Paulo concentra inúmeras empresas e industriais que utilizam radiação ionizante no seu controle de qualidade e segurança e, por isso, sempre há postos de trabalho para serem ocupados. O que falta é a qualificação, como nota Sincler Lopes, presidente do Sindicato de Tecnólogos, Técnicos e Auxiliares em Radiologia – Sintaresp: “sempre há vagas a serem ocupadas por profissionais devidamente qualificados – considerando ainda que são poucos os profissionais devidamente especializados nesta área. Deste modo, entendemos que o setor de radiologia industrial está carente de profissionais”.

A qualificação desse profissional é fundamental para a boa atuação na área e para a segurança pessoal e coletiva das industriais. A falta de conhecimento, segundo Sincler, é o principal impeditivo para técnicos e tecnólogos desejam atuar na área de Radiologia Industrial: “os cursos profissionalizante dificilmente conseguem esmiuçar a matéria com a devida propriedade. Por isso, cursos de especialização são determinantes para o mercado de trabalho. Somente assim, entendo que o profissional poderia atuar protegendo a si, a coletividade e ao processo industrial que o mesmo está atuando”.

De olho nas oportunidades e na necessidade do mercado de trabalho em São Paulo, a Maxim está com três cursos na cidade: curso de formação em Radiologia Industrial, pós-graduação em Proteção Radiológica e pós-graduação em Radioterapia. De acordo com Samuel Queiroz, coordenador de pós-graduação da Maxim, estar na cidade representa muito para a empresa: “São Paulo é onde contem o maior numero de empresas licenciadas e autorizadas pela CNEN para atuar com fonte emissora de radiação ionizante. Com isso, percebe-se que a cidade tem o maior mercado de trabalho e onde necessita de maior mão de obra qualificada para esse assunto tão específico que é proteção radiológica. Por isso que é muito importante estarmos nesse mercado, levando competitividade ao mercado local, por conta da qualidade dos nossos treinamentos, fazendo com que esses profissionais entrem no mercado com mais capacidade e com que o mercado de trabalho em São Paulo cresça e se inove cada vez mais”.

Para conhecer os cursos da Maxim, basta acessar http://maximcursos.com.br/new/todos-os-cursos/.

 

Com mercado aquecido, Mato Grosso do Sul recebe pela primeira vez Curso de Formação em Radiologia Industrial

Futuras alunas em Dourados destacam importância do curso para o estadoDdos-6

Dourados está localizada no sul do estado do MatoGrosso do Sul e possui cerca de 220 mil habitantes. É o município mais populoso do estado e o 9° mais populoso da região Centro-Oeste. A cidade é uma das portas de entrada para o MS, que está localizado na fronteira com o Paraguai, é um dos estados que mais recebe investimentos em escâneres móveis.

Esses investimentos aquecem o mercado de trabalho na região e geram grande expectativa para os profissionais do estado. Por isso, é fundamental a preparação do mercado para atender a essa nova demanda. Iarine Rosa, 24 anos, é tecnólogas em radiologia e moradora de Dourados. Ela é uma das alunas matriculadas no Curso de Formação em Radiologia Industrial da Maxim que começa no próximo sábado (21) e acha que a realização desse curso pela primeira vez demonstra o crescimento da cidade: “minha turma foi a primeira do Mato Grosso do Sul em tecnólogo. Fazer parte também dessa primeira turma na área industrial mostra que nossa cidade está crescendo, investindo em novas áreas e cursos e, consequentemente, se tornando uma cidade com profissionais mais qualificados”. Adriana Medina Nantes, de 35 anos, mora em Campo Grande, capital do estado, mas fará o curso em Dourados. Para ela, a expectativa de crescimento é grande: “Dourados é uma das cidades que está crescendo muito no estado, futuramente novas empresas vão chegar e devemos estar preparados para recebê-las com profissionais qualificados”.

Com o mercado de trabalho mais competitivo, graças ao momento econômico que vive o Brasil, buscar mais qualificação é uma saída para garantir uma colocação profissional. “Acredito que conhecimento nunca é demais e o curso vem para somar em uma área que conhecemos pouco no estado, mas que já tem grande crescimento no Brasil. Espero que possa atuar nessa área um dia para colocar esse conhecimento em prática”, comenta Iarine. Adriana concorda e destaca que experiência nunca é demais: “como sabemos, o mercado de trabalho está cada vez mais competitivo e não podemos ficar parados. Precisamos procurar mais conhecimentos, tanto para a nossa realização profissional, quanto pessoal. Desde a primeira vez que ouvi falar em Radiologia Industrial, eu me apaixonei pelo o assunto. Como ainda não tinha no MS, não pude fazer. Mas agora com essa possibilidade que a Maxim está oferecendo estou muito animada para realizar o meu sonho. Experiência e estudo nunca são demais”.

“Eu escolhi o curso de formação da Maxim, por ter ótimas referências. A Maxim é uma empresa que está crescendo muito, com ótimos profissionais”, completa Adriana. “Eu já me interessava bastante pela área industrial durante a faculdade e quando me falaram sobre a Maxim pesquisei e achei muito interessante os cursos e a forma que são apresentados no site. E ter o curso em Dourados-MS é uma oportunidade que não da para deixar passar”, finaliza Iarine.

Para saber mais sobre o Curso de Formação em Radiologia Industrial e sobre os demais cursos da Maxim, acesse http://maximcursos.com.br/new/todos-os-cursos/.

Cresce a demanda por profissionais de radiologia industrial em Recife

Curso de formação Recife

A cidade de Recife, capital de Pernambuco, é uma das principais capitais do Brasil e a uma das maiores economias do país. Em 2008, em pesquisa encomendada pela MasterCard Worldwide, foi eleita uma das 65 cidades com economia mais desenvolvida dos mercados emergentes no mundo. Apenas cinco capitais brasileiras entraram na lista. Um dos pilares dessa economia é a atividade portuária, que movimente a indústria e o turismo. O Porto do Recife, situado no Recife Antigo, foi um dos principais portos do Brasil Colônia. Além do transporte de cargas e matérias-primas, o porto vem consolidando-se como local de atracação de importantes cruzeiros marítimos, impulsionando o turismo.

Para garantir a segurança do país, o governo federal está investindo na aquisição de escâneres móveis usados no combate ao contrabando e descaminho, detectando com rapidez a presença de armas, drogas, produtos radioativos e outros artigos ilícitos. Com o investimento, o mercado de radiologia industrial está aquecido e a procura por profissionais capacitados para operar esses equipamentos. De acordo com Ana Paula Dias de Melo, instrutora da Maxim na cidade, “o mercado de radiologia industrial em Recife está em crescente ascensão. Isso acontece graças à exigência do uso dos escâneres móveis nos portos marítimos e secos. É necessário qualificar esses profissionais”.

Com o objetivo de promover essa qualificação, a Maxim dará início, no próximo sábado, ao Curso de Formação em Radiologia Industrial na cidade. Com carga de 360h e duração de quatro meses, o curso é voltado para técnicos e tecnólogos em radiologia. “O curso da Maxim vai trazer para Pernambuco novas oportunidades que a radiologia oferece. Com o curso, poderemos formar os técnicos e tecnólogos para atuar em outras vertentes, além da área de saúde, que é a área industrial”, comenta Ana Paula.

No sábado, a abertura do curso será aberta ao público, a partir das 9h. Os interessados em participar deverão enviar um e-mail para [email protected]. No evento, os instrutores apresentarão o curso e tirarão dúvidas a respeito da formação na área.

Turma de Radiologia Industrial no Rio de Janeiro se reúne pela primeira vez

image1

Com muita expectativa, vontade de aprender e fome de oportunidades! É assim que os alunos do Curso de Formação em Radiologia Industrial no Rio de Janeiro começam o curso. As aulas tiveram início no último sábado (30), com uma aula inaugural aberta ao público.

Durante o evento, realizado pela Maxim Cursos, os instrutores Camila Araújo, Alexandre Lima e Samuel Queiroz contaram a história do grupo Maxim, mostrando a evolução da empresa nas áreas de consultoria e ensino, parcerias e convênios com empresas do ramo e o uso de tecnologia para aulas à distância; mostraram trabalhos técnicos publicados pela Maxim no Brasil e no mundo e expuseram a metodologia de ensino do curso. Em um segundo momento, os instrutores fizeram uma apresentação sobre a área de Radiologia Industrial, mostrando as subáreas e o mercado de trabalho para cada uma delas.

Maciel Costa da Silva, 27 anos, já é técnico em Radiologia e é um dos alunos que fará a formação em Radiologia Industrial no Rio de Janeiro. “Escolhi a Maxim porque quando pesquisei sobre a área de Radiologia Industrial, a empresa era referência!”, conta. Sobre o que espera do curso, Maciel foi enfático: “acho que ele vai me proporcionar uma ampla bagagem para o futuro. Espero também pôr em prática o que me for ensinado com o máximo de qualidade”, conclui.

O curso ainda está com inscrições abertas, através do site www.maximcursos.com.br. O curso é realizado no Centro do Rio, com carga de 360 horas, durante cinco meses.