INFO 16 – Maxim Cursos Fecha Parceria com Acelétron

Uma das estratégias do Grupo Maxim para oferecer a seus alunos ferramentas para melhorar sua formação são as parcerias firmadas com empresas atuantes no mercadEXPLICAÇÃO (2)o. Elas trazem  possibilidade de novas vivências e intercâmbios fundamentais para o crescimento profissional. Através do acordo serão realizadas visitas técnicas em empresas, mostrando exatamente como é sua rotina e seus procedimentos. “As visitas técnicas são fundamentais para trazer para nossos alunos a realidade do mercado de trabalho e do trabalho dentro das empresas do setor. Na Acelétron, eles vão ver e conhecer uma empresa em atividade, com alta tecnologia”, explicou Alexandre Lima, coordenador do curso.

Para Gabriel Alô, gerente administrativo da Acelétron, a idéia é fornecer aos alunos da Maxim acesso exclusivo e condições de participar diretamente da rotina da única irradiadora comercial com 2 aceleradores lineares de 10 MeV da América do Sul e vivenciar a prática de todo o conhecimento adquirido nas aulas. “Iremos visitar as principais áreas produtivas e técnicas da empresa, teremos acesso ao corpo técnico, que dará todas as explicações, com quem os alunos poderão interagir e esclarecer dúvidas. Com a intenção de expandir ainda mais a parceria estamos, em conjunto com o coordenador Alexandre Lima, traçando um novo projeto, mais técnico, para desenvolvimento de atividades práticas, com a finalidade de fornecer além do acesso à nossa rotina, mais interatividade entre a equipe e os alunos”, explicou ele.

A parceria terá alé431845_468373379923165_1488528283_nm de várias visitas, outras atividades para que os alunos possam realmente conhecer os detalhes de como é realizado o  trabalho dentro da empresa. “Acho parcerias como essa muito importantes para os alunos, que terão uma experiência interessante. Para a Acelétron, o principal beneficio é divulgar a tecnologia, pioneira no Brasil, dentro do meio acadêmico-científico, por isso temos outras parcerias com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA), o  Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO), a Fundação Coordenação de Projetos, Pesquisas e Estudos Tecnológicos (COOPETEC), a FIOCRUZ, a Universidade Federal Fluminense (UFF), entre outras.”, finalizou Gabriel Alô.

ACELÉTRON (24)

Imprensa Maxim – INFO 16